Prêmio Téchne

Regulamento

1. SOBRE O PRÊMIO

1.1. O Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil é uma iniciativa da PINI e da revista Téchne que visa identificar e premiar materiais, equipamentos e sistemas construtivos inovadores lançados nos últimos três anos anteriores a contar da abertura da inscrição do prêmio do ano corrente.
1.2. O Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil é uma premiação anual e meritória, sem caráter classificatório da qualidade ou de ranking de mercado. É uma distinção auferida às empresas que, na opinião do júri, tenham desenvolvido produtos e sistemas que possam melhorar a qualidade, o desempenho e/ou a produtividade na construção civil brasileira, sejam obras de edificação ou de infraestrutura.
1.3. O Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil, bem como sua marca e sua identidade visual e comercial são de propriedade da PINI.
1.4. A definição dos prazos, periodicidade, critérios do júri e prêmios são prerrogativas exclusivas da PINI.
1.6. A PINI não fornecerá às empresas participantes quaisquer informações de avaliação e pontuação consolidadas pelo júri.
1.7. A PINI não publicará quaisquer dados relativos à tabulação realizada pelo júri.
1.8. As empresas vencedoras autorizam a PINI a publicar na revista Téchne uma reportagem com os produtos destacados pelo Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil.
1.9. Somente as empresas vencedoras, uma vez conhecidas por meio da publicação dos resultados na revista Téchne, terão o direito de divulgar a conquista do prêmio em qualquer meio, desde que ostentem o logo ou o nome oficial e completo  "Prêmio Téchne Inovação Tecnológica da Construção Civil".

2. QUEM PODE PARTICIPAR

2.1. Poderão participar todas as empresas fabricantes de materiais, sistemas ou equipamentos para construção estabelecidos em território nacional, bem como montadores ou distribuidores autorizados de produtos, equipamentos ou sistemas fabricados fora do Brasil cujas empresas possuam corpo técnico e assistência constituídos legalmente no país, através de parcerias, joint ventures ou representação comercial.  
2.2. O júri resguarda o direito de analisar se as premissas para participação foram atendidas e solicitar, caso julgue necessário, documento que comprove a autoridade da decisão de participação do concorrente inscrito, bem como solicitar comprovação de existência de corpo técnico para atendimento do mercado em geral.
2.3. Os produtos/sistemas devem atender às normas brasileiras. Em caso de não haver normalização, por tratar-se de produto inovador, serão analisadas normalizações correspondentes em seus países de origem.
2.4. É vetada a participação de empresas que possuam, em seu quadro de funcionários ou acionistas, funcionários e/ou sócios do Grupo PINI.
2.5. O preenchimento do cadastro e do formulário pela internet corresponde ao aceite, concordância e ciência das empresas participantes em relação ao regulamento do Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil.

3. DAS CATEGORIAS

3.1. O Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil é composto de três categorias: i) Produtos e Materiais de Construção
ii) Sistemas Construtivos
iii) Máquinas e Equipamentos
3.2. As empresas não concorrem entre si. Como prêmio meritório e de distinção técnica, o júri poderá auferir prêmios a todos que julgar merecedores, independentemente do número de inscritos na mesma categoria e pertencentes ao mesmo segmento de atuação.

4. COMO PARTICIPAR

4.1. Para participar, a empresa deverá preencher um cadastro e um formulário padrão no site www.premiotechne.pini.com.br com uma defesa das qualidades do produto/sistema/equipamento para cada um dos cinco critérios que serão utilizados no julgamento.
4.2. A inscrição e o envio do material solicitado deverá ser feito exclusivamente pelo site do prêmio.
4.3. A falta de envio do arquivo em PDF com memorial técnico do produto no site indicado no item 4.1 implicará na eliminação automática do produto/sistema concorrente.
4.4. As empresas poderão concorrer com mais de um produto. Porém, para cada produto é necessário um novo cadastro e um novo upload.

5. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

5.1. Serão considerados os seguintes critérios de avaliação:

I) Grau de inovação tecnológica: (1 - muito baixo; 2 - baixo; 3 - regular; 4 - alto; 5 - muito alto). Em geral, quando o conceito é "muito alto", são produtos e equipamentos muito diferentes dos convencionais, ainda praticamente com pouco emprego nas construções.

II) Disponibilidade de dados sobre o desempenho do produto: (1 - muito baixa; 2 - baixa; 3 - regular; 4 - alta; 5 - muito alta). No caso do conceito regular, tem que existir informações mínimas tais que permitam ao mercado tomar decisões técnicas sobre o uso, ainda com um grau de risco alto. No caso do conceito "alto" o participante deverá possuir documentos técnicos com dados sobre a avaliação do produto, como documentos técnicos de terceira parte, com indicações do seu potencial desempenho.

III) Aplicações relevantes: considerar se houve ou há aplicações no mercado nacional, seja em número de aplicações ou quantidade de produto aplicado(1 - nenhuma aplicação; 2 - aplicações não significativas; 3 - poucas aplicações; 4 - algumas aplicações relevantes; 5 - aplicações bastante significativas). Considerar, evidentemente, que uma inovação ainda não terá um grau de aplicação ou emprego elevado, como se fosse um produto convencional; portanto, não tomar o tradicional como referência.

IV) Produtividade: considerar o ganho em relação a produtos, sistemas e equipamentos similares já existentes quanto ao consumo de material e/ou redução da mão de obra de aplicação (1 - sem ganho; 2 - ganho não significativo; 3 - ganho que já justifica seu emprego, considerando a relação custo/benefício; 4 - ganho significativo; 5 - ganho muito expressivo). Para ganho muito expressivo, deverá ser considerada uma melhoria de pelo menos 20% em relação aos produtos semelhantes, atestado por medições, laudos ou documentos que comprovem a informação.

V) Impactos sobre o meio ambiente e a sociedade: considerar o impacto sobre o meio ambiente, incluindo aspectos de preservação ambiental, baixo consumo de energia, emprego ou redução de geração de resíduos etc.; considerar impactos sobre a sociedade, do ponto de vista de melhoria do bem estar ou da qualidade de vida das pessoas; considerar aspectos de responsabilidade social e eventual impacto econômico para o usuário e para a coletividade: 1) impacto muito pouco significativo ao meio ambiente e pouco significativo para a sociedade; 2)
impacto pouco significativo ao meio ambiente e pouco impacto sobre a sociedade; 3)impacto significativo ao meio ambiente e baixo impacto sobre a sociedade; 4) impacto favorável ao meio ambiente, considerando produtos assemelhados, e impacto significativo para a sociedade; 5) impacto muito favorável ao meio ambiente, considerando produtos assemelhados, e impacto muito significativo para a sociedade.

6. DO JÚRI

A Comissão julgadora será formada por:
1 representante da PINI - Engenharia
2 representantes do IPT
2 representantes do Conselho Editorial da revista Téchne

7. DAS DATAS

7.1. As inscrições serão abertas às 00h01min do dia 2 de março e se encerram às 23h59min do dia 30 de abril de 2015 (horário de Brasília). As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site oficial.
7.2. O júri terá até o dia 29 de maio para avaliar os produtos inscritos.
7.3. O resultado do prêmio será divulgado no dia 20 de julho de 2015 na revista Téchne e nos sites da PINI.

8. DOS PRÊMIOS

8.1. Será concedido aos vencedores um certificado assinado pelo comitê organizador.
8.2. As empresas vencedoras irão figurar numa lista no site do Prêmio Téchne Inovação Tecnológica na Construção Civil, na seção do ano da premiação, e poderão ainda ostentar o logo em lugar especial no hotsite do Guia da Construção Web (www.guiadaconstrucao.pini.com.br).
8.2. A data de entrega do certificado será definida pela organização após a divulgação do Prêmio, individualmente ou em evento programado pela PINI.

Parágrafo Único: Este regulamento acompanha o formulário de inscrição no site, e a concordância com as condições expostas é imperativa para a participação.

Notícias